APOMETRIA E CONSTELAÇÃO FAMILIAR - UMA LEITURA PROFUNDA DA ALMA HUMANA

Imagem relacionada

APOMETRIA – ORIGEM

merkaba02-200
APOMETRIA É UMA TÉCNICA DE CURA ORIUNDA DA AUMBANDHÃ – LEI MAIOR DIVINA OU SABEDORIA SECRETA, SETENÁRIA E ESOTÉRICA, ORIGINÁRIA DE UMA ESTRELA DA CONSTELAÇÃO DE SÍRIUS, MUITO PRÓXIMA AO GRANDE SOL CENTRAL. ELA É POR NÓS CONHECIDA DESDE OS TEMPOS DE ATLÂNTIDA, ÉPOCA EM QUE NOSSO QUERIDO RAMATIS FOI SACERDOTE AUMBANDHÃ. É APLICADA APENAS A ESPÍRITOS VIVENDO COMO SERES HUMANOS, POR SER LASTREADA NUMA ORDEM SETENÁRIA, ONDE ATRAVÉS DE IMPOSIÇÃO DE PULSOS MAGNÉTICOS, COMANDADOS POR PESSOA TREINADA, FAZ-SE O DESDOBRAMENTO DOS SETE CORPOS QUE NOS COMPÕE, OU SEJA, FAZ-SE COM QUE OS NOSSOS SETE CORPOS AFASTEM-SE TEMPORARIAMENTE, PARA QUE NOSSOS IRMÃOS MAIORES, MÉDICOS DO ESPAÇO, POSSAM REALIZAR EM SEPARADO, MAIS RAPIDAMENTE, PORTANTO, EM NÓS UMA TRANSMUTAÇÃO ENERGÉTICA DE FORMA PLENA, PROPORCIONANDO ASSIM A NOSSA CURA, ATRAVÉS DA DISSOLUÇÃO DAS DISFUNÇÕES A QUE CHAMAMOS DE DOENÇAS. A PROPÓSITO, ESSAS DISFUNÇÕES EXISTEM EM FUNÇÃO DO DESENTENDIMENTO ENTRE NOSSO EMOCIONAL E NOSSO RACIONAL, OU MELHOR, ENTRE NOSSOS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS. SEJAMOS, PORTANTO, FIEIS A NOSSOS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS, QUE TUDO MUDA EM NOSSA VIDA.
EMBORA SENDO UM SISTEMA DE CURA BASTANTE ANTIGO, SENDO COMO DITO ACIMA JÁ UTILIZADO EM ATLÂNTIDA, FOI POR NÓS MESMOS COMPLETAMENTE RELEGADO AO ESQUECIMENTO.
JÁ EM NOSSO TEMPO, EM 1.867, ESSA TÉCNICA DE CURA, QUE AINDA NÃO LEVAVA O NOME DE APOMETRIA, ERA DESCRITA ATRAVÉS DE SEUS MÉTODOS E MECANISMOS, PELO SR PEYANNE, NA SOCIEDADE ESPÍRITA DE BORDEAUX, SOB AQUIESCÊNCIA DE KARDEC. AINDA NESSE PERÍODO COUBE A OUTRO CIENTISTA E PESQUISADOR DA DOUTRINA DOS ESPÍRITOS, ERNESTO BOZZANO, (1.862 – 1.943), EM SUA OBRA “FENÔMENOS DE BILOCAÇÃO”, CRIAR O TERMO “DESDOBRAMENTO”, CIRCUNSTANCIANDO DETALHADAMENTE, OS PROCESSOS QUE ENVOLVEM OS VEÍCULOS DE MANIFESTAÇÃO DO ESPÍRITO REENCARNADO, DENTRO DE UMA ORDEM SETENÁRIA.
MAS, SE TEMOS HOJE O PRIVILÉGIO E A OPORTUNIDADE DE CONHECÊ-LA E DE NOS UTILIZARMOS DESSA MAGNÍFICA TERAPIA DE CURA, É GRAÇAS AO DR. JOSÉ LACERDA DE AZEVEDO, QUE FOI EM NOSSO PLANO, MÉDICO E ESPÍRITA, EXTREMAMENTE BEM CONCEITUADO. O DR. LACERDA CRIOU ESSE TERMO EM 1.965, APÓS CONHECER E EXPERIENCIAR UMA TÉCNICA DE CURA DENOMINADA HIPNOMETRIA, QUE ERA NA ÉPOCA EMPREGADA EM ENFERMOS EM GERAL, COM EXCELENTES RESULTADOS, PELO PSIQUISTA PORTO-RIQUENHO LUIZ RODRIGUES.
O TERMO APOMETRIA VEM DO GREGO, ONDE APO SIGNIFICA “ALÉM DE OU FORA DE” E METRON, QUE É “RELATIVO À MEDIDA”. REPRESENTA O CLÁSSICO DESDOBRAMENTO ENTRE O CORPO FÍSICO E OS CORPOS ESPIRITUAIS DO SER HUMANO. NÃO É PROPRIAMENTE MEDIUNISMO, É COMO DITO NO INÍCIO DESSA EXPLANAÇÃO, UMA TÉCNICA SETENÁRIA DE DISSOCIAÇÃO DOS NOSSOS CORPOS, ATRAVÉS DE DESDOBRAMENTO, LASTREADA NAS LEIS DA FÍSICA QUÂNTICA. É UM SISTEMA DE CURA COM BASE EM SÓLIDAS FONTES DE AMOR FRATERNO, DE SAÚDE E DE CURA, COM RESULTADO EFICAZ PARA TODOS E QUAISQUER MALES OU DISFUNÇÕES. PODE E DEVE SER APLICADA EM TODAS AS PESSOAS, NÃO IMPORTANDO A SAÚDE, A IDADE, O ESTADO DE SANIDADE MENTAL E A RESISTÊNCIA OFERECIDA.
ATRAVÉS DA APOMETRIA, O DESDOBRAMENTO ACONTECE VIA INDUÇÃO, GERANDO AQUILO A QUE CHAMAMOS DE BILOCAÇÃO. É UMA TÉCNICA DE LARGO USO, EM HOSPITAIS A PARTIR DA QUARTA DIMENSÃO, PARA TRATAMENTO DE ESPÍRITOS ENCARNADOS OU DESENCARNADOS, QUE ABRIU AS PORTAS PARA A INVESTIGAÇÃO SISTEMÁTICA DA DIMENSÃO ASTRAL, VERDADEIRO UNIVERSO PARALELO AO NOSSO. REPRESENTA EM ESSÊNCIA O DESDOBRAMENTO, A SEPARAÇÃO ENTRE O NOSSO CORPO FÍSICO E NOSSA CONSTITUIÇÃO ESPIRITUAL.
DESDOBRAMENTO ESSE, QUE OCORRE TODOS OS DIAS EM NOSSAS VIDAS DE FORMA NATURAL. ÀS VEZES ESPONTANEAMENTE. ACONTECE DURANTE O SONO NATURAL, OU NO SONO HIPNÓTICO OU AINDA NO ÊXTASE MÍSTICO. PODE OCORRER TAMBÉM NOS GRANDES CHOQUES EMOCIONAIS, CHOQUES CIRCULATÓRIOS, DESMAIOS, COMA, CONVALESCENÇAS DE ENFERMIDADES GRAVES, TRAUMAS FÍSICOS, TAMBÉM PODENDO OCORRER EM CONSEQÜÊNCIA DO USO DE NARCÓTICOS.
NA MEDIDA EM QUE UTILIZAMOS A APOMETRIA, COM O PASSAR DO TEMPO, EM FUNÇÃO DOS NOSSOS DESDOBRAMENTOS, ATRAVÉS DOS TRABALHOS QUE VAMOS REALIZANDO, VAMOS ADQUIRINDO CADA VEZ MAIS, CONSCIÊNCIA DAS NOSSAS POTENCIALIDADES E VAMOS ASSIM SUPERANDO AS NOSSAS LIMITAÇÕES, POIS PASSAMOS A TRANSITAR POR DIVERSAS DIMENSÕES, COMO SE ESTIVÉSSEMOS AQUI NO PLANO FÍSICO QUE CONHECEMOS, PERMITINDO-NOS IR A MUITOS LOCAIS, ÀS VEZES LONGÍNQUOS, PARA TRABALHAR, AUXILIAR, TRATAR DE ENFERMOS ESPIRITUAIS ENCARNADOS OU DESENCARNADOS, TUDO ISSO NATURALMENTE, SEMPRE AMPARADO POR NOSSOS IRMÃOS MAIORES. ALIÁS, NADA FAZEMOS SOZINHOS! SOMOS SIM, PARTE INTEGRANTE DE UM GRUPO DE SERES ABNEGADOS, QUE VIVEM EM PROL DE AUXILIAR, A QUEM ESTEJA PRONTO PARA RECEBER ESSA AJUDA.
AO UTILIZARMOS A APOMETRIA, ABRIMOS IMEDIATAMENTE ATRAVÉS DE NOSSA FORMA PENSAMENTO, PORTAIS INTERDIMENSIONAIS, QUE NOS LIGAM AO MUNDO MAIOR E, A TODA CORRENTE MÉDICA E MENTORES DO ESPAÇO. O ÊXITO DA APOMETRIA RESIDE NA UTILIZAÇÃO DE NOSSA FACULDADE MEDIÚNICA, PARA ENTRARMOS EM CONTATO COM O MUNDO ESPIRITUAL, DA MANEIRA MAIS FÁCIL E OBJETIVA, SEMPRE QUE FOR NECESSÁRIO.
FINALIZANDO, A APOMETRIA É INDICADA PARA OS CASOS DE CIRURGIAS ASTRAIS, INCLUINDO TRANSPLANTES DE ÓRGÃOS COMPROMETIDOS, REMOÇÃO OU DESINTEGRAÇÃO DE MIOMAS, POR EXEMPLO, OBSESSÃO E INDUÇÃO ESPIRITUAL, AUTO-OBSESSÃO, PSEUDO-OBSESSÃO, PARASITISMO, VAMPIRISMO, ESTIGMAS ESPIRITUAIS, REMOÇÃO DE CHIPS E PARASITAS NO CORPO ASTRAL, ARQUEPADIAS, (MAGIA ORIGINADA EM PASSADO REMOTO), GOÉCIA (MAGIA NEGRA), TRATAMENTOS ESPECIAIS PARA MAGOS NEGROS, TRATAMENTO DE ESPÍRITOS EM TEMPLOS DO PASSADO, UTILIZAÇÃO DOS ESPÍRITOS DA NATUREZA, CONDUÇÃO DOS ESPÍRITOS ENCARNADOS, PORÉM DESDOBRADOS, PARA HOSPITAIS DO ASTRAL SUPERIOR. INDICADO PARA CRIAÇÃO DE CAMPOS DE FORÇA MAGNÉTICOS. PERFEITO PARA TRATAR DE SÍNDROME DA RESSONÂNCIA VIBRATÓRIA COM O PASSADO, QUE É A CURA E ELIMINAÇÃO DE TRAUMAS VIVIDOS EM VIDAS PASSADAS, ATRAVÉS DE TERAPIA DE VIDAS PASSADAS.
Imagem relacionada

CONSTELAÇÃO FAMILIAR E APOMETRIA

As energias da Apometria e as energias manipuladas na Constelação Familiar são semelhantes.
Enquanto na apometria as energias são pessoais, na constelação familiar elas fazem parte das personas armazenadas no paciente. As personas criam-se quando se desfaz a ligação dinâmica com a outra mente. Ela tenta resguardar os traços conhecidos daquela outra mente e reconstituí-la internamente como se a ligação dinâmica continuasse existindo. Entretanto, possuindo assinatura vibratória da outra mente, a persona fica sempre ativa procurando contado. A persona é semelhante a uma forma pensamento. Desta forma guardamos dentro de nós personas de nossos familiares, reconstruídos por herança genética. (veja texto sobre Personas e Personalidades)
Também possuímos  personas “especiais” de encarnações passadas, que mantém ligação dinâmica com a personalidade daquelas encarnações. Como tudo existe simultaneamente, estas vidas passadas continuam existindo, por isto esta forma pensamento não é exatamente uma persona, uma vez que sua ligação dinâmica continua ativa através do espaço-tempo.
Também podemos criar personas de aspectos de nossa consciência e de nossos conflitos e tratá-los em uma constelação pessoal. Isto também é possível dentro de nosso corpo.
Considerando-se que nossa memória fica espalhada por todo nosso Ser e nosso corpo, e que nossas células possuem um certo grau de consciência, nossos órgãos possuem um grau de consciência relativo a comunidade de células que o constituem. Da mesma forma como a raça humana possui uma consciência única coletiva, relativa à interconexão de todos os humanos. Assim, nossos órgãos possuem consciência em vários níveis, que podem se manifestar como uma forma pensamento. Deste modo é possível fazermos uma constelação morfológica, relativa a cada um de nossos órgãos.
Na verdade estes três tipos de constelação e a apometria constituem tratamentos de formas pensamento, de personas e personalidades. Constelação é um nome apropriado, pois todas estas energias orbitam ao nosso redor nos influenciando diariamente.
Na apometria não há necessidade de acessar as vidas passadas, pois as que interessam estão no presente sob a forma de personas, e podem ser tratadas diretamente. A grande diferença da apometria em relação às constelações está no tratamento das energias externas , que não pertencem ao paciente – os chamados obsessores.
Vejam então que temos duas possibilidades de tratas personas. Como nas constelações ou como fazemos na apometria. As duas formas são válidas, mas a forma de se tratar persona feita na apometria, assim o é para não entrar em conflito com o modo como tratamos obsessores. Não há como tratar obsessores na dinâmica usada em constelações.
Pode-se tratar personas como se faz em apometria, no caso das constelações morfológicas, mas para constelações pessoais e familiares é apropriado que se tenha uma dinâmica maior e neste caso o uso de atores passeando pelo palco é mais eficiente.
O tratamento morfológico pode ser feito das duas maneiras.
O tratamento de energias externas feito na apometria e o auxílio dos hospitais astrais através da conexão faz com que este ato seja apropriado para o treinamento e criação das bolhas apométricas. O mesmo não se dá nas constelações.
A apometria abre portas dimensionais, o que não ocorre nas constelações.
Os hospitais astrais operam na mesma dimensão de vocês, mas as portas dimensionais facilitam o auxílio de seres de outras dimensões, que também amparam os hospitais astrais.
Estas aberturas dimensionais também favorecem a evolução dimensional de Gaia. Devemos de alguma forma auxiliar os pacientes apométricos na migração dimensional, influenciando suas consciências neste sentido, mantendo seu livre arbítrio, mas despertando-os para esta possibilidade.
Neste sentido aplicar impulsos eletromagnéticos em suas frontes (3º Olho) fazendo suas mentes penetrarem instantaneamente na quarta dimensão.  A aplicação destes impulsos será pela imposição de um mudrá na testa.
Este mudrá é acompanhado de um yantra. Aplica-se o yantra de um redemoinho sinistrógiro de sete voltas iniciado a partir da parte externa e em seguida  aplica-se o mudrá de prece.
Para fazer este mudrá, una as pontas dos dedos das duas mãos dois a dois como se fosse um sinal de prece, mas com os polegares unidos e escondidos pelas mãos. Os polegares ficam unidos e encostados na união dos dois dedos maiores de cada mão, concentrando energia com estes.
A finalidade é energizar e auxiliar a abertura do 3º olho e ativar a glândula pineal, aumentando a sensibilidade para a migração.
Pratiquem isso.
através de Prama Shanti
(sobre a autoria …)
Imagem relacionada

BOLHAS APOMÉTRICAS

Na apometria, o importante é ter em mente que a realidade é a que está na cabeça do assistido. O sucesso de qualquer tratamento depende da sincronização da realidade do assistido com a realidade do terapeuta.
O que precisa acontecer é que se crie uma pequena bolha dimensional da quinta dimensão entre o terapeuta e o assistido. Esta bolha colocará em harmonia as duas realidades e evitará pontos divergentes. A partir desta harmonia as duas realidades entrarão em ressonância e poderão interagir. O terapeuta em estado mais ativo e o assistido em estado passivo. O terapeuta poderá enxergar a realidade do assistido e corrigi-la extraindo pontos de conflito. A mente do assistido cria sua realidade a partir das personalidades e personas que a povoam. Trazendo estas personalidades e personas à manifestação, podemos se for o caso excluí-las da realidade evitando que continuem causando danos.
As realidades de cada um se manifestam durante o tratamento, independente do observador, através de cada personalidade manifestada. Elas ficam imersas na bolha de quinta dimensão.  Embora existam realidades alternativas, durante a manifestação elas representam um ponto de singularidade comum a estas realidades. As outras realidades não estão acessíveis porque estamos apenas na quinta dimensão. Seria necessário ir a uma dimensão superior para tratar realidades alternativas. A alma humana compreende múltiplas realidades e sua consciência é abrangente. Em dimensões superiores a mente tem consciência de várias realidades simultaneamente. Na quinta dimensão  teremos consciência  apenas da realidade presente, mas poderemos ter consciência da realidades de cada pessoa a nossa volta.
O mundo onde vivemos é apenas uma tênue linha de realidade, hoje você tem consciência apenas da realidade onde vive e cada um tem a sua própria realidade.  Cada instante de consciência representa a intersecção da realidade das pessoas a nossa volta com a sua. No instante seguinte a realidade da pessoa ao nosso lado não é mais a mesma, a nossa linha de realidade avança e intersecciona com outras realidades destas pessoas. Estas realidades não precisam ser necessariamente as mesmas.
Durante o tratamento as realidades do assistido e do terapeuta colam e avançam juntas por um determinado período de tempo. Esta cola é necessária para permitir o tratamento. Se não houver esta colagem, o tratamento será infrutífero, pois avançaria entre realidades diferentes do terapeuta ou do assistido. Para que a colagem seja eficiente é necessário haver uma grande sintonia e também a ação colaborativa de seres da quinta dimensão. Como o tratamento se efetua dentro de uma bolha da quinta dimensão, é necessária a atuação destes seres para colar as realidades. A energia despendida nesta colagem não é densa e é fornecida por estes seres.
Já para o tratamento das personalidades e personas, é necessário uma energia mais densa, que deve ser fornecida pelos atores do processo. Estes atores permitem a manifestação das mentalidades (personalidades e personas) que são desdobramentos funcionais da personalidade do assistido. Este desdobramento pode ser de personalidades, personas, obsessores reais, níveis de outras encarnações, resquícios magneto genéticos de antepassados e também manifestações de agrupamentos celulares. Como cada célula possui sua própria consciência, alguns agrupamentos podem simbioticamente se manifestar solicitando atenções especificas para determinados sistemas do organismo.
Estas mentalidades descritas anteriormente formam a população deste sistema mental que compõe a personalidade de cada ser desta dimensão. É um rico e complexo sistema que interage mutuamente e desta resultante se forma a personalidade final do assistido.
Este rico sistema tem algumas de suas partes esquecidas, copiadas ou congeladas quando se projeta na mente de outra personalidade como persona. Esta capacidade de redução e projeção é fruto da interação entre as mentes e necessita afinidade e conexão.
Para a eficácia do tratamento é extremamente necessário que no seu inicio se interrompa a conexão transformando todas as personalidades que nos interessarem em personas. Esta quebra de conexão enfraquece a persona possibilitando seu tratamento. Deve-se ter o cuidado de retirar toda a persona, pois em caso contrario a conexão pode ser restabelecida.
Nos casos de obsessores se dá o contrário. A conexão não pode ser cortada, pois seu corte libera o obsessor tirando-o da bolha de tratamento e permitindo sua reentrada posterior. O obsessor precisa ser mantido preso através da conexão, durante todo o tratamento. Deve ser tratado conectado, plasmado pelo terapeuta, desconectado e encaminhado a outros níveis.
No caso dos níveis de encarnações passadas, basta cortar a conexão e retirar sua energia através de um sugador apropriado. Isto exterminará aquela mentalidade fazendo que retorne como simples peça de registros akássicos. É extremamente importante o diagnostico correto de nível ou obsessor, pois os tratamentos são opostos.
A tentativa de sugar energia de um obsessor pode trazê-lo para o terapeuta. As personas possuem pouca energia, mas são altamente arraigadas pela sua grande afinidade com o assistido. Precisam ser reduzidas, mas é difícil retira-las completamente.
Já as personalidades precisam ter sua conexão interrompida sem que tenham a chance de se tornarem personas. O corte da conexão leva a criação da persona, por isso esta operação é delicada. É necessário que a conexão seja cortada pela perda de afinidade e não por processo energético de corte.
Este trabalho esta sendo feito por um grupo. Não precisa ser preservado na sua integra, mas sua mensagem deve ser repassada, algumas vezes informações de níveis diferentes serão fornecidas, pois participarão seres de quinta dimensão e superiores. Ainda não estão definidos  até qual dimensão participará desta tarefa. Queremos dar um embasamento para trabalhos melhores com as mentalidades.
A terapia deve ser breve e também deve ensinar o assistido para autotratamentos dimensionais. É preciso que vocês saibam criar bolhas particulares de quinta dimensão para se envolverem nela. Embora o tempo destas autobolhas seja pequeno lhe darão pequenos flashes de quinta dimensão e fará com que se preparem melhor. Com, o tempo estas bolhas serão mais estáveis e você conseguirá ficar lá por períodos maiores.
Quanto mais pessoas criarem estas bolhas, mais rapidamente a quinta dimensão se instalará. Entendam que a dimensões não são estanques, você poderá migrar lentamente de uma dimensão para a outra. Não é um processo brusco, isto significa que você também poderá, por exemplo, envolver-se em  uma dimensão 4,1 e permanecer lá por mais tempo. Quanto mais próximo da quinta dimensão, maior será a força para que ela volte a quarta e assim ela durará menos tempo.
A quinta dimensão, como falamos lhe dará consciência das realidades de todos a sua volta, seu mundo será mais tênue, menos denso e as coisas mais incertas, pois cada uma das realidades será um pouco diferente. O motivo é lhe ensinar que este mundo tem importância relativa, que tudo é relativo, a realidade será inconstante, nada será único, cada coisa ficará dentro de uma nuvem de possibilidades, será uma experiência muito rica.
Lacerda (através de PramaShanti)

A CRIAÇÃO DA BOLHA APOMÉTRICA

2-500
Estando todos harmonizados, devemos invocar o auxilio do centro astral que fará atracar seu canal de conexão. Os terapeutas deverão plasmar um campo magnético para ancoragem do canal de conexão. Todos deverão enxergar a bolha e revesti-la com materiais transparentes e brilhantes, uma mucosa orgânica transparente de grande espessura, flexível, maleável e autoregenerativa, que permitirá que o paciente a atravesse, fechando-se durante a passagem. Nesta dimensão dois corpos ocupam o mesmo lugar no seu espaço 3D. O paciente poderá entrar e sair sem danificar a bolha. A bolha será criada após a chegada do canal de conexão, será criada conectada ao canal, será uma extensão dele, magnetizada e revestida com esta mucosa orgânica. Esta mucosa orgânica será uma forma pensamento inteligente criada pelas egrégoras e pelas mentes encarnadas. Será desconectada pelas mentes encarnadas após autorização do centro astral. Sendo inteligente, a bolha poderá interagir com o tratamento sugando e aprisionando as energias circundantes do paciente. O conjunto canal e bolha formarão um meio seguro de encaminhamento das energias a tratamento astral.
Também facilitarão a vinda de especialistas ao tratamento. Muitas operações que se façam necessárias poderão agora ser feitas diretamente no local do tratamento, sem necessidade de encaminhamento. Isto também permitirá que o paciente seja atendido diretamente pelo centro astral, quando necessário.
Faremos operações mais rápidas e abrangentes, poderemos tratar mais corpos dimensionais.
No meu caminho descobri que o espírito humano necessita agora um auxilio mais constante, nesta transição dimensional, muitas membranas dimensionais ficam fragilizadas, muitos parasitas estelares coneguem acesso ao planeta. A Terra em mutação está indefesa contra ataques de larvas e parasitas estelares e estes tentam alojar-se nas mentes da terra, tentam contamina-la. A criação destas bolhas impulsionará a migração dimensional e servirá como escudos de proteção. Não podemos envolver toda a terra numa bolha, mas sendo inteligentes estas bolhas ficarão circundando a terra após serem usadas e criarão uma rede de atração e aprisionamento de parasitas. Serão como anticorpos siderais. Após serem criadas e participar dos tratamentos, as bolhas terão o aprendizado necessário para orbitar a terra e protegê-la.
O mesmo tratamento que aplicaremos nos humanos será depois realizado de forma automática pelas bolhas, ao redor da terra. Como vigilantes permanentes do nosso sistema terra-animais elas poderão diminuir a infestação que se abate sobre os humanos. Não podemos tratar apometricamente toda a humanidade, mas com as bolhas dimensionais teremos tratamentos mais rápidos e estaremos criando mecanismos de defesa para o nosso planeta.
O fim do tratamento precisa ser autorizado pelo centro astral, para que este retire cuidadosamente a bolha criada trate-a adequadamente e a coloque em órbita da terra.
Cada bolha terá uma mente própria e cada uma terá sua personalidade. Estaremos criando uma nova classe de organismos que irão atuar em nossa defesa. Esta é uma tecnologia da sexta dimensão que recebemos autorização para criar, pelas exigências que se fazem no momento atual da Terra.
Precisamos estabelecer novos rituais apométricos, novos procedimentos para o coordenador e passivos. Não é mais necessário enquadrar, pois todos estão contidos pela bolha. A bolha absorverá a inteligência necessária ao tratamento e utilizará esta inteligência posteriormente em suas missões ao redor da terra.
Não se encaminha mais, apenas se pede que os emissários astrais levem as entidades. Os médicos astrais estarão ao lado dos encarnados trabalhando em conjunto, apenas passe a energia ao médico astral para que a leve.
O paciente nunca deve sair de dentro da bolha durante o tratamento.
A equipe terapeuta não deve sair de dentro da bolha.
Se sair, não retorne.
A bolha é formada pela sintonia das mentes da equipe terapeuta e dos terapeutas astrais. Qualquer mente que saia de dentro da bolha, perde a sintonia e não deve retornar. A bolha é uma criação inteligente destas mentes, é um organismo vivo. Nenhuma inteligência que saia de dentro da bolha pode retornar. Toda inteligência que entra é tratada. Esta é a programação do bolha, tratar tudo que entra. Na sua criação e estando em ambiente mais denso, ficará sob o comando do coordenador encarnado e astral. Quando estiver sozinha, depois na órbita da terra. Atrairá pelo seu magnetismo todos os parasitas em um determinado raio de ação. Envolverá os parasitas no seu interior e os tratará replicando o que aprendeu.
Os centros astrais estão preparados para criar esta tecnologia, faltando apenas a criação das membranas magnéticas aqui na terra.
através de Prama Shanti

APOMETRIA, NÍVEIS E INTRUSOS

1ds400
O trabalho apométrico requer um comportamento especial. Precisamos todos estar receptivos às influências do assistido e dos amparadores. Normalmente são frequências diferentes, por isto os papéis de médium e coordenador. O médium deve sintonizar com a frequência do assistido e o coordenador com a freqüência dos amparadores. Deve-se evitar misturar frequências. O coordenador não deve se ligar ao assistido sob pena de ser manipulado por este e seus acompanhantes. Os médiuns devem confiar na atuação do coordenador e não se ligar aos amparadores. Devem sintonizar-se exclusivamente no assistido. Ao final de cada atendimento o coordenador deve cortar a ligação dos médiuns com o assistido. Este corte deve ser explicito. Não basta apenas fazer uma limpeza, é importante utilizar instrumentos para proceder ao corte. Ao efetuar o corte, não se deve estimular a sintonia dos médiuns com os amparadores, eles devem continuar passivos, deve-se apenas solicitar que sejam amparados e protegidos pelos amparadores.
O tratamento com níveis deve ser completo, invocando-se todas as fichas e arquivos, níveis e sub-níveis e tratando-os em conjunto. Mas este tratamento é inócuo se for um intruso.
É importante determinar bem a origem da manifestação. Se houver intruso acompanhando o nível, determinar que se manifeste, afastar e congelar o nível.
Os intrusos podem ser de várias origens, é importante determinar se estão em forma humana, se estão sendo amparados por falanges, e se estão armados e equipados.
Precisam ser preliminarmente separados de seus apoiadores, cortando sua ligação com outras entidades e falanges, depois serem destituídos de seus apetrechos, para só aí cortarmos sua ligação com o assistido.
Após este isolamento, devemos envolvê-lo em recipientes próprios. Haverá um específico para cada situação: bolhas, pirâmides, espirais, e outros.  Estando sozinho, sem apetrechos e envolvido no material que escolhermos, poderemos tratá-lo apropriadamente restaurando as condições necessárias para o seu afastamento definitivo do assistido e seu encaminhamento em direção a assistência necessária.
Cortada sua ligação com o assistido e feito seu encaminhamento, poderemos em determinados casos revestir o assistido com camadas isolantes específicas, blindando-o contra um regresso de energias semelhantes.
Existe hoje tecnologia que nos permite pegar a assinatura energética do intruso e criar uma camada que atua como vacina contra aquele tipo de energia.
Também é necessário reparar o envoltório energético do assistido, pois o corte da ligação com o intruso pode danificar a envoltura energética deixando falhas em sua estrutura. O corte pode arrancar uma parte da estrutura energética do assistido. Esta estrutura precisa ser reparada e após isto podemos envolvê-la com a camada repelente necessária.
através de Prama Shanti
Fonte:https://pramashanti.wordpress.com/
Imagem relacionada